No “Primeira Mão” desta semana: Joaquim Armindo escreve “ESTA É A DITOSA PÁTRIA MINHA AMADA”

by

 

“ESTA É A DITOSA PÁTRIA MINHA AMADA”


No canto terceiro de “Os Lusíadas”, Luís de Camões, tem esta grande expressão “ Esta é a ditosa pátria minha amada”, que nos conduz à perfeita união entre os portugueses. Porque como canta um poeta anónimo nós “somos um povo/minuto a minuto destruído/ que na raiz da sua destruição/encontra a razão da própria vida”.

No momento em que a “ajuda” económica a Portugal, virá a ter reflexos muito positivos nos lucros do FMI, encontraremos, nós, as forças necessárias para cantar como Luís de Camões. Mesmo com uma geração de medíocres a quem chamam de políticos, de que o nosso povo justamente desconfia, os idosos e as idosas, as mulheres e os homens, as crianças e os bebés de Portugal, vão ousar ser participativos e conduzir a democracia e a liberdade, ao socialismo da solidariedade e fraternidade. As nossas vozes serão como a poesia, roucas de cantar a fecundidade do nosso povo, as suas raízes de liberdade e a construção de um País fraterno, capaz de dar “novos mundos, ao mundo”.

Nós, os portugueses, seremos capazes de tornar os nossos campos férteis, de os cultivar, de tirar da terra os tomates e as pencas, as batatas e as uvas, o trigo e o centeio, que destruíram, e não importar aquilo que temos.

Nós, os portugueses, seremos capazes de pescar nos nossos mares a sardinha e a pescada, reconstruir os nossos barcos, eliminados sem pudor, e povoar os mares com os pescadores, que não têm descanso, nem dormem, como nunca dormiram, nem nunca baixaram os braços quando os barcos foram destruídos.

Nós, os portugueses, seremos capazes de reconstruir a nossa indústria, abusivamente eliminada, porque somos bons trabalhadores e temos bons empresários. Pessoas sem nome, mas com valores, sem sono e com as mãos amaciadas pelo óleo das máquinas, que produzem a real riqueza do País. Temos o calçado, a cortiça, a metalomecânica e electromecânica, os teares e o sol, as praias e os tecidos, as malhas e a ourivesaria, e mais e mais, temos a inteligência dos portugueses e das portuguesas que labutam em terras distantes, e somos os melhores.

Nós, os portugueses, seremos capazes de povoar as aldeias e as vilas do interior, criminosamente despovoadas, por um poder centralista, começando na capital e em todo o litoral, dando uma nova qualidade de vida ao interior, fomentando o ordenamento do território, unindo freguesias, vilas e cidades, dando motivação ao governo local regionalizado.

Nós, os portugueses, seremos capazes de intensificar a educação, fornecendo aos nossos jovens e a tantos desempregados, a formação necessária para que os seus braços e a sua inteligência estejam ao serviço da sua Pátria. Temos cientistas, médicos, filósofos, homens e mulheres do saber e de garra, para garantir que as naus uma vez lançadas ao mar, descobrem na génese do amor a capacidade de Ser.

Nós, os portugueses, temos a cultura de oito séculos, dos nossos escritores, famosos em todo o mundo e das canções levadas aos quatro cantos do planeta, que significam a forma e a substância do nosso caminho enquanto povo.

E, também, nós, os portugueses, temos a grandeza da alma, de sabermos não ser uma “ilha isolada”, e darmos aos outros povos o que melhor temos em nós, a criatividade, o ritmo, a força dos remos das naus de quinhentos. Não somos um povo egoísta e egocêntrico, aquilo que temos é da humanidade, e até vamos aos pobres do FMI alimentar os lucros financeiros, porque eles só garantiram com a Grécia e a Irlanda, mais 30% dos seus lucros.

Somos um Povo que não se verga, nem nos velhos das aldeias trabalhando sempre, sábados e domingos, só parando para cumprir o dever de ir à Missa, nem nos mais novos que sentem o cheiro do alecrim, a chamar para a ceifa, para o trabalho e para a melodia dos ribeiros e riachos de Portugal.

Somos um grande Povo, luzidio e transparente, que canta enquanto trabalha, de valores superiores e de mangas arregaçadas. Como me orgulho de ser Português!

Joaquim Armindo

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: