O Manifesto dos 51, vale a pena reflectir sobre ele

by

Foi publicado hoje o Manifesto dos 51, que contraria um outro publicado a semana passada, porque tem imensa importância e desmistifica este, deixamos aqui para reflexão dos leitores. E um grande abraço ao Jorge Bateira por ser um dos signatários.

VER AQUI

Anúncios

Uma resposta to “O Manifesto dos 51, vale a pena reflectir sobre ele”

  1. carlos reforço Says:

    Os 3 D’s que Abril falta cumprir…

    Neste tempo de crise económica mundial e em ano eleitoral em Portugal, fala-se muito e age-se pouco para cumprir os 3 D’s de Abril. Quando em 25 de Abril de 1974, perante a revolução dos cravos se enunciaram os 3 D’s de Descolonização, Democratização e Desenvolvimento, então o povo teve por um momento a ilusão que tudo iria ficar bem encaminhado e que todos mas mesmo todos iríamos dar as mãos, para lutarmos com determinação para o desenvolvimento e bem estar dos povos irmãos de Língua Portuguesa.
    Começou tudo por se precipitar, quando o 1º dos D foi feito muito à pressa e com o poder das antigas colónias a ficar nas mãos de uma parte e a restante parte com muita dificuldade a poder manifestar-se, pois as pressas são inimigas da perfeição. Portanto com isto quero dizer que a Descolonização deveria ter sido feita com mais perfeição e não com tanta pressa. Logo aí, a pressa da Descolonização das antigas colónias de língua oficial portuguesa (Palop’s + Timor-Leste e Macau), ou seja para ser mais específico os países africanos de língua oficial portuguesa (Palop’s) que são (Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe) mais os asiáticos (Timor-Leste e a cidade de Macau), dizia eu que a pressa para a Descolonização deu azo a que o 2º dos D ou seja a Democratização não fosse feita da melhor maneira. Enquanto isso, na metrópole, ou seja, em Portugal Continental e nas Ilhas Adjacentes (Açores e Madeira) o poder político embora emergente de eleições livres e democráticas foi alternando nestes quase 35 anos de Democracia em Portugal entre o PS e o PSD. Entretanto foram evoluindo as instituições, mas no que concerne aos 3 D’s, a Descolonização, embora tivesse que ser feita, não deveria ter sido feita tão rápido, porque tirando o caso de Angola todos os outros países que emergiram dessa Descolonização Portuguesa, estão numa má situação económica e até social. O 2º dos 3 D’s não está bem cumprido em qualquer das antigas colónias e até no que concerne ao continente e ilhas adjacentes de Portugal, também não está de boa saúde a Democracia em Portugal. Isto pode ser elucidado com o provérbio “Em casa que não há pão, todos ralham e ninguém tem razão”. Isto porquê?
    Porque, os sucessivos governos, sempre descuraram ou menos deram atenção aos problemas sociais de um povo Português, que no território Continental e Ilhas Adjacentes não possui os recursos energéticos (gás e petróleo) e as matérias-primas (ouro,prata, cobre,diamantes…) necessárias e suficientes para que o Desenvolvimento socio-económico, possa ser feito com menos défice para com o estrangeiro. As empresas têm lutado cada vez com mais dificuldades, devido a que a política de incentivos à sua fixação não tem sido a melhor, e com isto são cada vez mais as empresas a fecharem ou pura e simplesmente a deslocalizarem-se para outros países onde esses incentivos à sua fixação são mais atractivos. Depois a Democracia está doente, porque alguns poucos que estão bem na vida, esquecem-se que os restantes outros estão mal. E, são cada vez mais os que estão mal, devido ao Desemprego e às dificuldades que cada vez mais as pessoas têm ao acesso aos cuidados básicos de saúde, factor fundamental para que a mente e o físico humanos estejam bem, para uma vida equilibrada e saudável, porque sem saúde ninguém pode estar bem na vida. Como é que uma pessoa com problemas de saúde, pode ter hipótese ou acesso em condições normais ao ensino e ao emprego, sem recursos económicos? Não pode ter as mesmas hipóteses que aqueles que têm um maior poder económico.
    Quem, diz no acesso à saúde e à educação, também o diz à justiça, à habitação etc…
    Portanto; com o 2º D dos 3 D’s doente, ou seja, com a Democracia e consequente Democratização doentes, não conseguimos levar por diante o 3º D dos 3 D’s que é o D do Desenvolvimento.
    Neste ano de 2009, que é um ano de fundamental importância para PORTUGAL, devido aos 3 actos eleitorais que se aproximam e também a enveredarmos por uma política de melhoria da Democracia e por uma política de Desenvolvimento, alguns políticos ainda andam a dizer que não se devem fazer obras públicas, portanto o que se deve fazer é cruzar os braços e ficarmos à espera da morte. Esses políticos já tiveram grandes responsabilidades na política financeira do país, e até apesar dos alunos e dos professores contestarem a actual política deste governo em relação à educação, esses políticos que andam demagógicamente a defender a sua cor política esquecem-se quando tiveram responsabilidades nesta área da educação. Eu não estou a defender o actual governo, mas uma coisa é certa se as pessoas têm memória curta e não se lembram quando essas pessoas a que me refiro tiveram responsabilidades governativas, então estamos mesmo democraticamente muito doentes. Eu não tenho filiação partidária, mas no actual cenário que se nos depara penso que só com a união da esquerda se poderá combater a arrogância e demagogia da direita. Ora da esquerda temos a CDU, BE, MRPP… e penso que o PS também se enquadra nos partidos de esquerda, embora enquanto governo faça muitas vezes política de direita, porque se calhar conjunturalmente lhe seja mais favorável, no relacionamento com os países capitalistas da UE (Alemanha,França,Itália,Inglaterra…) e Estados Unidos da América do norte. Penso que a esquerda têm que se unir (PS, CDU, BE, MRPP…) para lutar contra a direita (PSD, CDS-PP…). E não se esqueçam se o actual PSD, ganhar as eleições, não vamos ter obras públicas na nossa geração e o o 3º D do Desenvolvimento de Abril ficará por cumprir para o resto da nossa vida.

    Pinhal Novo, 15 de Março de 2009
    Com os melhores cumprimentos,

    Carlos Manuel Rodrigues da Silva Reforço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: