Archive for Março, 2009

Observatório da OIT sobre a Crise Global de Emprego

Março 31, 2009

https://i1.wp.com/www.ilo.org/public/portugue/region/eurpro/lisbon/images/mapamundo.jpg

A OIT criou um novo sítio na Internet com vista à disponibilização de informações actualizadas e das análises mais relevantes sobre o impacto da crise económica no mundo do trabalho e nas respostas políticas globais.
 

Clique AQUI

Anúncios

Declarações de bom senso da Igreja chegam pela voz de D. Ilídio Leandro – Bispo de Viseu

Março 31, 2009

D. Ilídio Leandro escreveu no site da diocese de Viseu um comentário sobre as declarações do Papa na sua visita a África ao condenar o uso do preservativo alegando que ele não só não resolve o problema da Sida como ainda o agrava. Defende o Bispo de Viseu que “quando a pessoa infectada não prescinde das relações e induz o(a) parceiro(a) à relação, há obrigação moral de se prevenir e de não provocar a doença na outra pessoa”, considerando que neste caso, “o preservativo não somente é aconselhável como poderá ser eticamente obrigatório”.
Esta reacção suscitou uma polémica com o Vaticano que, através do director da sua sala de imprensa, Frederico Lombardi, afirmou, de acordo com o Diário de Notícias que “o assunto é muito delicado, pelo que os comentários terão de ser feitos pelas autoridades competentes, de um modo mais correcto, e na sede apropriada”.
D. Ilídio Leandro desvalorizou a posição assumida pela Santa Sé. “O Vaticano está muito interessado é em mim, porque naturalmente somos uma família, como vocês todos. Agora que o Vaticano esteja interessado em me pôr uma multa”, afirmou.
“O que eu escrevi está legível, está disponível e, portanto, não tenho outra coisa a acrescentar àquilo que escrevi”, acrescentou o responsável da Igreja Católica no distrito de Viseu.
O bispo afirma ser um homem da modernidade apostado em que a Igreja que representa e abraçou se mantenha actualizada em relação à sociedade dos nossos tempos, dando respostas actuais a problemas actuais.
A Igreja deve saber-se adaptar aos tempos em que vive.
È nesse sentido de modernidade e de actualização da Igreja católica, que o Bispo de Viseu continua a desassombrar quem o ouve.
Na segunda-feira participou num debate cujo tema central era a violência doméstica. Mal da sociedade que tem conhecido, senão um incremento, pelo menos um maior número de casos conhecidos e denunciados e causador de grandes angústias e sofrimentos nas famílias portuguesas.
D. Ilídio não tem dúvidas. Nos casos em que exista violência doméstica, a única solução para este homem da Igreja, é a dissolução do matrimónio ou seja, o divórcio.
È uma posição que não é muito habitual nos representantes da Igreja que defende que quando dois seres se unem pelos laços do matrimónio sob os auspícios de Deus, é para o bem e para o mal, é “até que a morte os separe”.

E por falar em Ambiente… leia este artigo retirado do Portal Ambiente online

Março 29, 2009

https://i2.wp.com/2.bp.blogspot.com/_WmIyaZPESuQ/SDoIErRT44I/AAAAAAAABOA/8aJ6NHqfCWM/s400/1022286032i.gif

Poluição do ar coloca saúde pública em perigo

 

Mortes prematuras e redução de seis meses na esperança média de vida da população são a face visível das consequências na saúde da degradação da qualidade do ar nas principais zonas urbanas portuguesas.

 

As doenças associadas à poluição do ar por partículas inaláveis são uma das dez principais causas de morte nos países desenvolvidos. Em Portugal, os dados de 2004 apontam para a ocorrência de 4000 mortes prematuras, devido ao aumento da mortalidade associada a doenças cárdio-pulmonares e cancros pulmonares, e para uma redução de seis meses na esperança média de vida da população exposta aos níveis excessivos deste poluente.

 

Para os próximos anos o cenário continua a não ser animador: a poluição do ar deverá provocar 230 mil mortes prematuras em 2020 em toda a Europa e os custos dos prejuízos para a saúde humana estão estimados entre 189 e 609 milhões de euros.

 

PM10 e dióxido de azoto preocupantes

 

«A evidência de efeitos adversos das partículas em suspensão sobre a saúde humana tem sido encontrada quer para efeitos agudos (nos casos de exposição a curto prazo), quer para efeitos crónicos (quando há exposição de médio/longo prazo)», esclarece Francisco Ferreira, docente do Departamento de Engenharia e Ciências do Ambiente da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT/UNL).

 

Segundo o Relatório de Estado do Ambiente relativo a 2007, e publicado no final do ano passado, os poluentes que motivam uma maior preocupação em relação ao cumprimento da legislação são o dióxido de azoto (NO2), as partículas com diâmetro inferior a 10 microgramas (PM10) e o ozono troposférico.

 

O NO2 é um gás irritante que pode causar alterações da função respiratória, hiperreactividade brônquica nos asmáticos e um aumento da sensibilidade dos brônquios nas infecções em crianças. «Em concentrações reduzidas, pode provocar uma irritação das vias aéreas superiores e dos olhos», explica Francisco Ferreira. No caso de doentes asmáticos, uma intoxicação aguda forte pode mesmo causar a morte por asfixia.

 

Também as PM10 penetram no aparelho respiratório e podem atingir os brônquios e os alvéolos pulmonares ou causar alergias, asma, irritação crónica das mucosas, bronquite, enfisema pulmonar e pneumoconiose (acumulação de pó nos pulmões).

 

Um estudo levado a cabo pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge concluiu que o aumento súbito de pequenas partículas poluentes na atmosfera contribui para elevar o risco relativo de morte. Segundo o estudo, que terminou recentemnete, o acréscimo de 10 microgramas por metro cúbico de PM10 eleva o risco relativo da mortalidade em 0,66 por cento, considerando todas as idades e sexos. Nas mortes causadas por doenças do aparelho circulatório, o estudo estima que o risco relativo suba para 1,15 por cento.

 

Preocupações ambientais deixam monumentos sem luz

Março 29, 2009

Toda a gente sabe que esta iniciativa não vai salvar o mundo, mas um pouco por todo o país e em muitos países do mundo, muitas luzes serão apagadas hoje a partir das 20.30h, pelo período de uma hora, numa mensagem simbólica de que é preciso fazer mais para combater o aquecimento global.

Monumentos nacionais como a Torre de Belém, marcos da paisagem urbana como a Ponte 25 de Abril, edifícios públicos, casas particulares estarão às escuras, na terceira edição da Hora do Planeta, uma iniciativa que nasceu em Sydney na Austrália em 2007, da autoria da organização ambientalista internacional WWF.

Com a Hora do Planeta, a WWF lança mais um alerta para a necessidade de se controlar o consumo energético, num ano em que as Nações Unidas discutem os detalhes de um novo tratado climático.

“Este é um ano crítico”, afirma Paolo Lombardi, director do WWF.

Quem é afinal o Sr. “anónimo” no caso Freeport?

Março 29, 2009

Segundo o artigo do Dr. Marinho Pinto – Bastonário da Ordem dos Advogados, o autor da carta anónima que despoletou o caso Freeport, e que de acordo com o despacho da magistrada do MP poderia ter interesse “em ver publicada informação que denegrisse a imagem de José Sócrates” afinal tem nome. Chama-se Miguel Almeida e parece ser mais um dos que acham que em política os fins legitimam os meios, quaisquer que sejam os meios.

Nome: Luís Miguel Pereira de Almeida

Círculo Eleitoral: Coimbra

Data de Nascimento: 1970-08-07

Habilitações Literárias: Frequência do Curso Superior de Ciência Política, na Universidade Lusófona, em Lisboa

Profissão: Gestor

Cargos que desempenha: Deputado na X Legislatura;

Cargos exercidos: 
-Presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária Dr. Joaquim Carvalho;
-Presidente da Comissão Política Concelhia da JSD da Figueira da Foz e Distrital da JSD de Coimbra;
-Deputado da Assembleia Municipal da Figueira da Foz;
-Vereador na Câmara Municipal da Figueira da Foz;
-Administrador da Empresa Valorsol;
-Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Lisboa;
-Presidente do Conselho Administração da Empresa Geral de Fomento,ERSUC,SULDOURO e RECIGROUP

No caminho de Paulo de Tarso

Março 29, 2009

A CONVERSÃO DE PAULO

Quando lemos o texto da apresentação de Paulo, durante a condenação de Estevão, fica-se com a impressão, que a conversão de Paulo começou a germinar no seu coração nesse momento (Actos dos Apóstolos 7, 58; 8, 1-3). É que deve ter ficado bem gravado no seu coração a morte do primeiro mártir cristão, Estevão, que morre como Jesus, perdoando como Jesus, aos que o matam. Aquando da “visão” da estrada de Damasco, Paulo tinha já amadurecido esta ideia, a que se juntaram dúvidas sobre a prática da Lei de Moisés. O chamamento de Damasco é uma experiência gratuita (Gálatas 1, 13-17), ele era extremamente convicto na religião que professava, e foi assim mesmo com toda a convicção que passou para o campo oposto. O mesmo Paulo na sua carta à Igreja de Roma, conclui que, tanto o judeu como o grego fracassaram na sua tentativa de se justificarem perante Deus, só quem investe em Cristo encontra a riqueza que vem de Deus.

substâncias perigosas – riscos para a saúde

Março 27, 2009

http://tbn2.google.com/images?q=tbn:8fr-uVpjImR2RM:http://negocios.maiadigital.pt/hst/sinalizacao_seguranca/perigo/sinais_perigo/image.0266

Um número cada vez maior de substâncias perigosas utilizadas na indústria e em diversos locais de trabalho está a colocar em risco a saúde dos trabalhadores na Europa. Um novo relatório do Observatório Europeu dos Riscos identifica os principais grupos de substâncias que podem colocar novos e maiores riscos.

Ler o comunicado de imprensa

Ler o relatório completo

Marinho Pinto e o caso Freeport

Março 27, 2009

” Marinho Pinto lança no boletim de Abril da Ordem dos Advogados um forte ataque à investigação do caso Freeport. A TSF explica todos os pormenores em torno da carta anónima que incriminou José Sócrates e que o bastonário diz que foi escrita pela Polícia Judiciária.

Marinho Pinto explica que o Ministério Público (MP) soube que a carta foi escrita na sequência de reuniões entre jornalistas, inspectores da judiciária e Miguel Almeida, deputado do PSD e elemento muito próximo do então primeiro-ministro, Pedro Santana Lopes.

Estes factos são descritos num processo paralelo ao do caso Freeport sobre violação do segredo de justiça e constam do despacho em que foi deduzida acusação contra Elias Torrão, inspector da PJ com papel preponderante na averiguação preventiva, desencadeda pela carta, e ainda dois jornalistas do semanário «O Independente». No documento a magistrada Inês Bonina escreve que a coordenadora da investigação garantiu que como o denunciante tinha medo de «dar a cara», o inspector Torrão, que o conhecia, sugeriu que a informação fosse fornecida por carta anónima Marinho Pinto confessa-se surpreendido pelo papel do social-democrata Miguel Almeida.

No processo o bastonário reproduz mesmo parte do despacho em que a magistrada do MP admite um eventual interesse do social-democrata em ver publicada informação que denegrisse a imagem de José Sócrates.

A todo o processo Marinho Pinto chama «um caldo político-jornalístico que faz recair as piores suspeitas sobre a investigação».

 O bastonário deixa no ar uma pergunta. «Se em Fevereiro de 2005 já existiam indícios fortes de crimes de corrupção, se já então se tinham efectuado diligências processuais, porque é que mais de quatro anos depois o Ministério Público ainda não encerrou o inquérito?»

Marinho Pinto avisa que enquanto não houver respostas para estas perguntas todas as dúvidas e suspeitas sobre o processo Freeport são legítimas.”

Hugo Neutel in TSF

Depois venham dizer que a tese da conspiração foi inventada.

P.S. – Os sublinhados são da minha responsabilidade.

Entrega das comunicações obrigatórias em matéria de condições de trabalho em 2009 previstas na Lei n.º 35/2004 (Lei que regulamenta o Código do Trabalho)

Março 26, 2009

https://i0.wp.com/www.act.gov.pt/imagens/logo_3.jpg

Em Abril: Entrega do Relatório Anual da Actividade dos Serviços de SHST 2008

Nos termos da Lei n.º 35/2004, de 29 de Julho, foi publicada a Portaria n.º 288/2009, de 20 de Março, que aprova um novo modelo de Relatório Anual da Actividade dos Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho.

Tendo em vista a modernização e simplificação dos procedimentos, modificou-se tanto o conteúdo como a forma de entrega do relatório.

Pretende-se com este novo modelo disponibilizar às entidades empregadoras uma ferramenta que permita aceder à identificação da sua empresa e respectivos estabelecimentos bem como proceder à validação/actualização dos dados. Este procedimento efectuar-se-á no site do Gabinete de Estratégia e Planeamento, mediante autenticação.

Para este efeito serão enviados, pelo GEP, via postal, para a morada do estabelecimento sede, os elementos específicos (nome de utilizador e palavra-chave).

No início de Abril ficarão disponíveis três formas diferentes de entrega do relatório SHST:

1.        Entrega do Relatório via Applet  (disponível no início de Abril)

Adequada a situações em que a entidade empregadora pretende entregar informação e não possui software próprio para gerar ficheiros com o formato esperado.

2.        Entrega do Relatório via Launcher (disponível no início de Abril)

Adequada a situações em que a entidade empregadora pretende entregar informação e tem capacidade para gerar ficheiros com o formato esperado.

3.        Entrega do Relatório via Webservice (disponível no início de Abril)

Adequada a situações em que a entidade empregadora pretende entregar informação e tem capacidade de processamento informático dos dados, via chamada directa ao webservice, responsável por aceitar envio do relatório.

Tendo em vista a preparação da informação a entregar, pelas entidades que não pretendam usar a aplicação informática facultada pelo GEP (via Applet), encontra-se disponível o manual de Especificações técnicas para criação do ficheiro de dados XML, as regras de validação (“schemas”) e um exemplo de ficheiro XML

Finalmente uma NOTA DE BOM HUMOR

Março 26, 2009

Padre sportinguista recusa baptizar meninos com nome Lucílio

A polémica em torno da arbitragem da final da Taça da Liga, entre Sporting e Benfica, chegou à Igreja quando um pároco em Lisboa, anunciou a intenção de não baptizar meninos com nome Lucílio.

 

“Aproveito para vos anunciar que, enquanto for responsável por esta paróquia, não faço intenções de baptizar nenhum menino chamado Lucílio. Queiram dispor para tais propósitos dos serviços de uma paróquia vizinha”, anunciou domingo o padre João José Marques Eleutério antes do tradicional “Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe”.

Finalmente a propósito do jogo do passado fim de semana, uma notícia que nos faz sorrir.

Ainda faltava este palerma…

Março 24, 2009

 

Em entrevista à TSF, o presidente da APAF Luís Guilherme enalteceu a atitude de Lucilio Batista, que depois do erro, tomou a atitude correcta.

Como é possível que este senhor com as responsabilidades que tem na APAF ache que um árbitro que diz reconhecer o erro, que esse erro teve influência directa no resultado, mas que pedir desculpa é outra coisa e não se sente obrigado a isso, tomou a atitude correcta.

Este senhor que sempre que abre a boca ou entra mosca ou sair asneira, não tinha feito melhor em ficar calado?

Como podem os árbitros querer sair prestigiados quando são representados por este senhor como líder da sua associação.

 

Soares Franco: “Lucílio Baptista acabou a carreira na final da Taça da Liga”

Março 24, 2009

O presidente do Sporting, Filipe Soares Franco, foi esta noite à SIC-Notícias, no programa “Dia Seguinte”, dizer que o Benfica atacou o clube de Alvalade e o seu presidente através do seu director de comunicação, João Gabriel. E disse que o árbitro Lucílio Baptista deixou de ter condições para continuar a apitar, depois da arbitragem polémica do jogo da final da Taça da Liga.

Questionado sobre se Lucílio Baptista devia ser castigado, Soares Franco disse que o juiz setubalense deixou de ter condições para continuar a arbitrar. “Não tem qualquer tipo de condições para arbitrar em Portugal e seria uma afronta arbitrar o Sporting”, disse. “Ele próprio deve estar sobre uma enorme pressão… Acabou a carreira no dia em que arbitrou a final da Taça da Liga”, rematou, dizendo que “não há nenhum benfiquista de boa fé que não reconheça que foi uma injustiça aquela grande penalidade”.

Soares Franco disse ainda que os “leões” saíram muito prejudicados do “derby”. “O Sporting foi muito penalizado pela arbitragem de sábado, mas o pior foi, nas últimas 24 horas, ter assistido às justificações que quer o árbitro quer o fiscal-de-linha [Pais António] deram”, afirmou sobre o lance da grande penalidade assinalada a 17 minutos do fim do jogo de sábado, no Algarve. “Passam a existir duas regras: marcar por intuição e por percepção, com a agravante de ter aceite a opinião de um fiscal que está a 50 metros… é completamente impossível”.

E comentou o lance. “O único fiscal-de-linha que está na linha da jogada diz que não viu. Há pernas, há braços, há coxas, há cabeças – e o árbitro vê mão e por intuição marca penálti? É preciso muita coragem, entre aspas…” E continuou. “Não há razão nenhuma para o arbitro estar 45 segundos a falar com o fiscal-de-linha antes de confirmar a grande penalidade”. Para Soares Franco, faltou coragem ao juiz para voltar atrás. “Ele viu que não tinha sido penálti e tem consciência de que aquiilo não era penálti e não inverteu a decisão”.

O presidente leonino também questionou o (excessivo) silêncio da Comissão de Arbitragem. “O Sporting tem inúmeras queixas da arbitragem e chegou ao limite depois deste escândalo e acho inadmissível o silêncio do presidente da Comissão de Arbitragem, que deveria ter feito qualquer coisa como a abertura de um inquérito”.

“Pedro Silva tem muitas atenuantes para não ser castigado”

Soares Franco disse ainda que o presidente da Liga teve medo de falar. “Hermínio Loureiro teve medo e na Liga não vieram dar a cara. Se não nos acobardarmos e fecharmo-nos na nossa concha só piora as coisas. Metade ou dez por cento disto não tinha acontecido”, afirmou, confidenciando o telefonema de Hermínio. “Tive um telefonema dele hoje. Disse que tinha ficado muito satisfeito pelo jogador do Sporting [Pedro Silva] ter pedido desculpas”, contou.

Sobre Pedro Silva, o presidente do Sporting disse não querer pronunciar-se sobre um eventual castigo ao jogador, mas lembrou que tem “tem imensos factores para atenuar qualquer castigo que lhe venha a ser imputado”.

Ao que já foi dito acrescento eu que o facto de Lucílio Baptista não ter referido no seu relatório a peitada que levou do Pedro Silva, nem o gesto de Paulo Bento para o relvado dizendo que o que se estava a passar era um roubo, é bem a prova que Lucílio Batista sabia o que estava a fazer e não tinha consciência tranquila. Alguém acredita que o árbitro não se tenha dado conta da atitude do jogador do Sporting, quando depois da peitada até foi obrigado a recuar? E a forma como olhou o atleta depois do acto é de quem não se deu conta? É por isso que reafirmo que o que se passou no Algarve não se tratou de um erro de arbitragem mas sim de um ROUBO premeditado. Enquanto estes senhores não forem exemplarmente punidos, é a crise de valores a instalar-se no país, e tudo ficará cada vez pior.

Relatório da Comissão sobre o problema da droga no mundo nos últimos dez anos

Março 23, 2009

https://i0.wp.com/ec.europa.eu/health-eu/images/informative/news32_pr_en.jpg

A Comissão Europeia lançou um relatório sobre os mercados mundiais da droga desde 1998. Na última década, foram adoptadas políticas de luta contra a droga em todo o mundo, tendo-se registado um reforço das medidas de ajuda aos toxicodependentes, assim como das medidas de combate ao tráfico de estupefacientes.

 

Clique AQUI

No camimho de Paulo de Tarso

Março 22, 2009

ESTADO CIVIL DE PAULO

Paulo seria viúvo aquando da sua conversão. No mundo semita o casamento acontecia entre os 13 e os 20 anos, a legislação favorecia o casamento, no entanto Paulo sabia que os movimentos de piedade como os monges de Qumrân e os Terapeutas do Egipto, frequentemente, viviam em celibato e os essênios (pelo menos alguns), Jesus e, mais tarde, ben Azzai por amor à Torah, portanto o normal é que o jovem Paulo fosse casado, no entanto na sua carta à comunidade de Corinto, a primeira, em 7, 7-8, já não está casado, como ele próprio afirma, aconselhando os não casados e viúvos a permanecerem como ele próprio. Por isso alguns escritores defendem que Paulo era celibatário, mas não se pode concluir que não tivesse estado casado, até porque no grego corrente, “não casado” (agamos) pode designar um viúvo, e a expressão “como eu” pode significar o estado de viuvez. Portanto parece que Paulo se tornou apóstolo de Cristo, sendo já viúvo e sem filhos. Teria 40 anos quando se converteu, deveria ter casado entre os 20-22 anos, viveu casado uns 20 anos, o que era normal para um judeu rabino.

Presidente do Sporting exige um pedido de desculpa

Março 22, 2009

O Presidente Filipe Soares Franco exigiu, ontem no final do jogo da Taça da Liga, um pedido formal de desculpas da Liga Portuguesa de Futebol, do Sr. Vitor Pereira Presidente da Comissão de Arbitragem, e do próprio gatuno do jogo Lucílio Baptista.

 

Não posso estar mais em desacordo. O pedido de desculpa devolve às vitrinas o troféu que nos foi roubado? Se Lucílio Baptista pedisse desculpa passaria a ser um homem sério?

O que o Sporting tem que exigir não é um pedido de desculpas, é a irradiação de Lucílio Baptista.

Se a Comissão de arbitragem decidir voltar a nomear este senhor para qualquer jogo, devem os adeptos do Sporting deslocar-se a esse campo, qualquer que ele seja e quaisquer que sejam as equipas envolvidas, para brindar esse senhor com uma vaia monumental à sua entrada em campo.

“Com muita tranquilidade…”

Março 22, 2009

Numa tentativa muito infeliz de fazer ironia, Carlos Martins disse depois do jogo da Final da Taça da Liga, que resolveu a conquista do título, “com muita tranquilidade …”

 

Há gente pouco digna que gosta de cuspir no prato da sopa que já lhe matou a fome.

Mas esteja sossegado Carlos Martins que a vida acaba por saber fazer justiça também “com muita tranquilidade”.

Comentários a uma palhaçada

Março 21, 2009

Paulo Bento teve um discurso arrasador, em declarações à SIC, no final da Taça da Liga que o Sporting perdeu com o Benfica. O treinador disse que Lucílio Baptista marcou o penalty que deu o empate porque era a vontade dele, que o Sporting tem sido sistematicamente prejudicado e que os culpados continuam impunes…

“Estou revoltado pelos jogadores, que queriam muito ganhar esta Taça da Liga. Isto está a ficar demasiado podre e os culpados continuam impunes. Se calhar ando a mais nisto”.

Se calhar não é só o Paulo Bento que anda a mais, há muito mais gente que anda a mais no futebol português e por razões bem diferentes das suas. Até onde querem levar esta palhaçada?

Será que o gatuno Lucílio Baptista ainda vai voltar a ser nomeado para arbitrar outros jogos? A sua carreira não devia terminar hoje mesmo? E o Sr. Vitor Pereira não deve uma explicação a quem assitiu a este roubo infâme?

A Taça da LIga é do Benfica

Março 21, 2009

 Gostava de lhes poder dar os parabéns mas não dou.

Aquilo a que acabamos de assistir é um verdadeiro

Roubo de Igreja.

Lucílio Baptista – Este tipo terá vergonha na cara?

Março 21, 2009

 

Ter um Pai!

Março 19, 2009

https://i0.wp.com/amadeo.blog.com/repository/306019/2672386.jpg

Ter um Pai ! É ter na vida

Uma luz por entre escolhos ;

É ter dois olhos no mundo

Que vêem pelos nossos olhos !  

 

Ter um Pai ! Um coração

Que apenas amor encerra,

É ver Deus, no mundo vil,

É ter os céus cá na terra !  

 

Ter um Pai ! Nunca se perde

Aquela santa afeição,

Sempre a mesma, quer o filho

Seja um santo ou um ladrão ;  

 

Talvez maior, sendo infame

O filho que é desprezado

Pelo mundo ; pois um Pai

Perdoa ao mais desgraçado !  

 

Ter um Pai ! Um santo orgulho

Pró coração que lhe quer

Um orgulho que não cabe

Num coração de mulher !  

 

Embora ele seja imenso

Vogando pelo ideal,

O coração que me deste

Ó Pai bondoso é leal !  

 

Ter um Pai ! Doce poema

Dum sonho bendito e santo

Nestas letras pequeninas,

Astros dum céu todo encanto !

 

Ter um Pai ! Os órfãozinhos

Não conhecem este amor !

Por mo fazer conhecer,

Bendito seja o Senhor !

 

FLORBELA ESPANCA