Noticias da Europa – Abrir o mercado de trabalho

by

https://i1.wp.com/ec.europa.eu/news/images/employment/080923.jpg

Aquando do alargamento da UE em 2004, alguns dos 15 Estados-Membros da UE recearam ser invadidos por trabalhadores da Europa Central e Oriental.

Foram assim autorizados a restringir temporariamente o acesso aos seus mercados de trabalho, o que dificultou a entrada de trabalhadores dos novos países membros. Foram impostas restrições semelhantes à Bulgária e à Roménia quando estes países aderiram à UE em 2007.

Verifica-se agora que estes receios eram infundados. Segundo um novo relatório da UE, o número de trabalhadores que imigram do exterior da UE é muito superior ao número dos que se deslocam da Europa Central e Oriental. A isto acresce que com a desaceleração económica e a redução da procura de mão-de-obra, estes fluxos deverão diminuir.

Há poucos indícios de que um número significativo de trabalhadores locais tenha perdido o emprego ou visto o seu salário baixar devido à chegada dos novos trabalhadores. Pelo contrário, esses trabalhadores foram uma benesse para as “antigas” economias, atenuando a escassez de mão-de-obra em muitos sectores.

A Comissão apela assim aos países da UE para que suprimam as restrições que ainda subsistem, abrindo os seus mercados do trabalho aos novos membros. «O direito de trabalhar noutro país é uma das liberdades fundamentais das pessoas que vivem na UE».

Relatório sobre a mobilidade dos trabalhadores

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: