Archive for Setembro, 2008

Trabalho em altura

Setembro 30, 2008

https://i2.wp.com/www.climbclean.com.br/graficos/cursos4.jpg

A Comissão Europeia, através da sua Direcção-geral do Emprego, Assuntos Sociais e Igualdade de Oportunidades, editou recentemente um Guia de boas práticas não vinculativo para Trabalhos em Altura, o qual foi traduzido em vários idiomas.

 

Não obstante não seja um documento vinculativo, este guia permite orientar a escolha do equipamento de trabalho mais apropriado à execução de trabalhos temporários em altura. Contempla um grande número de equipamentos e identifica as práticas mais adequadas para cada situação, constituindo um auxiliar na aplicação eficaz da directiva nº 2001/45/CE, de 27 de Junho, relativa às prescrições mínimas de segurança e de saúde para a utilização pelos trabalhadores de equipamentos de trabalho.

Para consultar o texto integral do Guia, clique aqui.

Igualdade de oportunidades

Setembro 29, 2008

https://i0.wp.com/ec.europa.eu/news/images/justice/080929.jpg

Conferência sobre discriminação põe em destaque o fosso existente entre a legislação em vigor e a prática.

A Europa tem leis rigorosas para lutar contra a discriminação, mas a igualdade de tratamento ainda está longe de ser uma realidade. A cimeira sobre a igualdade, que está a decorrer em Paris, constitui uma oportunidade para fazer o ponto da situação neste domínio desde a campanha contra a discriminação organizada em toda a UE em 2007.

O mercado de trabalho continua pejado de desigualdades. Em média, as mulheres ganham menos 15 % do que os homens (menos 25 % no sector privado) e estão menos presentes nos lugares de topo. Apenas 50 % das pessoas portadoras de deficiência têm um emprego, enquanto que na restante população essa proporção é de 68 %. E tanto os mais novos como os mais velhos se queixam de ser discriminados por causa da sua idade.

Estes grupos também são vítimas de tratamento discriminatório no domínio dos cuidados de saúde, ensino, serviços sociais e alojamento. Em Julho, a Comissão Europeia apresentou uma proposta de directiva para reforçar a protecção nestas áreas, em complemento da regulamentação já em vigor que proíbe a discriminação no mercado de trabalho.

Mas a luta contra a discriminação não se pode limitar à adopção de legislação eficaz. Um dos objectivos da conferência é analisar de que forma se podem mudar padrões de comportamento profundamente enraizados e práticas institucionais e profissionais de longa data. Nem sempre é fácil obter uma imagem clara da situação em termos de discriminação na Europa. Os países da UE têm métodos diferentes de recolha de dados, o que torna as comparações difíceis ou mesmo impossíveis.

No entanto, de acordo com os resultados de um inquérito recente, os europeus consideram que a forma mais comum de discriminação na UE é a discriminação com base na raça ou na origem étnica, que tem tendência para aumentar. Os outros tipos de discriminação são vistos como estando a diminuir (idade ou sexo) ou, pelo menos, a estabilizar (orientação sexual).

Mais de 11 000 visitas no mês de Setembro

Setembro 29, 2008

O BEM COMUM registou mais de 11 000 visitas durante o mês de Setembro, e consistiu no recorde de um mês.


ÀS LEITORAS E AOS LEITORES O NOSSO OBRIGADO

Desenvolvimento Sutentável

Setembro 28, 2008

 

Veja este Filme que define o que é o Desenvolvimento Sustentável

 

Clique AQUI

O Bispo do Porto na Maia, em conferência

Setembro 28, 2008

O Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Maia tem o gosto de convidar V. Exª. para assistir à conferência que Sua Eminência Reverendíssima o Senhor D. Manuel Clemente, Bispo do Porto, vai proferir, na próxima quinta-feira, 2 de Outubro, às 21h30, no salão D. Manuel I, no edifício dos Paços do Concelho.

A conferência é subordinada ao tema: -“Portugal e os Portugueses”, título homónimo do seu mais recente livro.

Na certeza de que este evento se revestirá do maior interesse cultural, desde já agradecemos o favor de reencaminhar este e-mail, a todos os seus familiares, amigos, colegas de trabalho e conhecidos. Todos irão, por certo, reconhecer o seu gesto de partilha da informação.

Locais de trabalho saudáveis: Participe no material da nova campanha!

Setembro 26, 2008

http://osha.europa.eu/pt/teaser/healthy-workplaces-get-involved-with-new-campaign-material/image_mini

Para a promoção da campanha de avaliação de riscos existem novos cartazes sectoriais disponíveis para descarregar em 22 línguas: agricultura, educação e construção.

Um vídeo novo explica os principais objectivos da campanha de avaliação de riscos e inclui estatísticas da UE sobre acidentes no local de trabalho e exemplos de boas práticas em vigor em diferentes Estados-Membros. O vídeo está disponível em inglês e em francês.

Cartazes sectoriais sobre a avaliação de riscos

Vídeo sobre a avaliação de riscos

 

Crónica publicada hoje no Primeira Mão

Setembro 26, 2008

UMA CARTA NA PRAÇA PÚBLICA

A pouco mais de um ano da realização das eleições autárquicas, a confusão instala-se, mais uma vez, no PS da Maia, e agora não pela minha mão, nem daqueles que apoiei para a Comissão Política do PS da Maia. Quando foi eleito, com o apoio decidido do patriarca maiato do PS, o Sr. Dr., Mário Gouveia prometeu novidades no discurso e novas práticas. Nem aquele, nem estas, ainda se instalaram e nenhuma mensagem foi produzida para aqueles que, afinal, são o cerne da actividade política: as pessoas, a população da Maia. Aqui e para já, o actual presidente e seu secretariado procedem como o anterior, nada ainda fizeram, para além da discussão afamada sobre o “perfil do candidato”, sem sequer pensar em qualquer estratégia, e sabendo que o candidato já existe, e até conferenciou com o patriarca, que já terá dado o seu sim. Por isso tal como há anos, tudo corre, como se a vida não fosse vida. Aparece, contudo, um apoiante do vencedor das eleições para a Comissão Política, que divulga a sua opinião, na praça pública, pois claro, – aquilo de que me acusavam, afinal não é só meu apanágio –colocar o Partido e tudo o que pensa na rua. Miguel Ângelo Rodrigues escreve e bem, embora algumas das considerações também sejam para si próprio, e num exemplar acto de autocrítica, voltar para si as considerações que agora aponta ao outro. Reparemos que a oposição interna, aquela que perdeu as eleições, está calada, até porque decidiu deixar que o reinado de Mário Gouveia nunca fosse conturbado pelas suas opiniões; tem-no feito naquilo que se designa os sítios próprios, mas até agora nunca perturbou o caminho do actual presidente, se é que alguém caminha, antes demonstrou uma capacidade de pró-actividade colaborando, com a crítica, é verdade, mas serena. É do próprio seio da maioria que aparece Miguel Ângelo Rodrigues que, diga-se, será a única voz de uma oposição frouxa e sem norte. A verdade, verdadinha, é que é do meio da “saca de gatos” que surgem as críticas e violentas, à actual situação do PS da Maia, igual em quase tudo ao anterior poder. Este com os seus cinco ou seis conselheiros, já terá tentado uma negociata de corredor com Mário Gouveia, para negociar lugares, ao que parece não foi bem sucedido.

A situação, veja-se a carta de Miguel Ângelo, é complexa e confusa, tendo sempre no meio a palavra de quem ganha eleições internas e a que o povo maiato diz não consecutivamente. Reconheçamos que não existe um projecto, uma alma socialista capaz de fazer frente ao poder instalado, e que bem merecia uma alternativa, para seu próprio bem. A primeira conclusão deste mau estar é que o PS da Maia, não tem tido a capacidade de forjar a unidade, na multiplicidade de opiniões, e isso significa uma diatribe sem qualquer solução, que passa necessariamente pelo afastamento do patriarca, pois ele dispõe e põe, como aconteceu no anterior poder e vai acontecer neste, esta é a principal conclusão que se poderá obter. A segunda, é que estando já designado o candidato à câmara da Maia, que, não tenho nenhum rebuço em apoiar, desde que a estratégia seja desenhada com seriedade e cumplicidade dos militantes; o actual presidente e alguns dos seus apoios não estão de acordo, militando pelo aparecimento dum candidato “maiato, nascido e criado”, o que me parece uma profunda estupidez política, e um erro de análise do que é o nosso mundo e muito concretamente esta terra da Área Metropolitana do Porto. Não tem que existir um programa especial para a Maia, embora com algumas especificidades próprias inerentes ao seu pulsar cultural, mas um programa estratégico desta região, porque a Maia não é uma ilha, vive com os outros municípios e seus cidadãos, e quem pensar nisto, e que a Terra é uma aldeia global no universo, nós, maiatas e maiatos, somos muito pequeninos, embora com um contributo próprio para a vivência de todas as pessoas, e imprescindível. A carta que veio por a nu o que se verificava já nos bastidores e as outras subsequentes, são contributos essenciais para que o PS da Maia repense todo o seu caminhar e deixe de vez as fraldas que, despudoradamente, o patriarca coloca em todos os actos. Há um tempo para tudo, este é de construção, ou, sejamos sérios, passaremos à residualidade dos pensamentos, dos valores e das convicções. Como haverão os cidadãos maiatos confiar num partido destes?

Joaquim Armindo

Membro da Comissão Política do PS da Maia

Hoje artigo de opinião no Primeira Mão

Setembro 26, 2008

Hoje é publicado no Jornal Primeira Mão um artigo de opinião:

UMA CARTA NA PRAÇA PÚBLICA

da autoria de Joaquim Armindo

O BEM COMUM divulga

Setembro 25, 2008

https://i1.wp.com/ec.europa.eu/news/images/culture/070926.jpg

Dia Europeu das Línguas

 

O Dia Europeu das Línguas será celebrado em Portugal com iniciativas que irão decorrer um pouco por todo o país. Em Lisboa, a data será assinalada, na Representação da Comissão, com a cerimónia de entrega dos prémios do concurso “As Línguas Abrem Caminhos”.

Como já foi referido aqui no BEM COMUM, por iniciativa do Conselho da Europa celebra-se no dia 26 de Setembro o Dia Europeu das Línguas. Neste contexto, o Ministério da Educação organizou, no ano lectivo 2007/08, a 3ª edição do Concurso “As Línguas Abrem Caminhos”.

Amanhã sexta-feira, 26 de Setembro, a partir das 14.30 h, o Dia Europeu das Línguas será assinalado na Representação da Comissão Europeia em Portugal, em Lisboa, com a entrega dos prémios aos alunos vencedores do Concurso.

Fatumata Dabó, uma estudante guineense do 11º ano da Escola Secundária Infante D. Henrique, no Porto, conquistou, com o seu trabalho no domínio dos multimédia, o prémio principal que consiste numa visita às instituições comunitárias oferecida pela Representação da Comissão Europeia em Portugal.

Destinado a alunos do ensino básico e do ensino secundário, o concurso foi promovido pela Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular com o objectivo de valorizar a diversidade linguística e cultural, encorajar a aprendizagem de línguas estrangeiras e promover o respeito pelas diferenças linguísticas e culturais. Os trabalhos concorrentes foram desenvolvidos nos domínios Multimédia e das Artes Visuais.

A apresentação dos trabalhos e a entrega dos prémios aos alunos será antecedida de intervenções de Margarida Marques, Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal, e Teresa Evaristo, Subdirectora-Geral da Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular. Seguidamente, a Comissária do Plano Nacional de Leitura, Isabel Alçada, proferirá uma comunicação subordinada ao tema “Leitura – Um Passaporte Intercultural”.

A celebração do Dia Europeu das Línguas deverá ainda contar com a presença de representantes das embaixadas dos 27 Estados-Membros da União Europeia e dos países lusófonos, assim como dos vários institutos de línguas e cultura em Portugal. 

Paralelamente, a rádio RFM, com a colaboração da Representação da Comissão Europeia em Portugal, promoverá no seu programa “Café da Manhã” um concurso em que os ouvintes serão convidados a identificar as línguas em que são cantadas diferentes músicas europeias.

Formação profissional/competências profissionais

Setembro 23, 2008

https://i2.wp.com/www.act.gov.pt/Banners/gwp103069.jpg

O primeiro concurso sobre competências profissionais a nível da UE mostra a escassez de qualificações no mercado laboral europeu.

Mais de 400 jovens de 30 países concorreram ao EuroSkills 2008, aberto a estudantes e jovens diplomados de escolas profissionais ou participantes em programas de formação. O evento teve lugar em Roterdão, de 18 a 20 de Setembro, e atraiu cerca de 40 000 visitantes.

Estiveram representadas dezenas de profissões, desde o artesanato tradicional como a carpintaria e os trabalhos de alvenaria até às tecnologias da informação, como a robótica e a concepção de sítios Internet. Todas estas profissões exigem mão-de-obra qualificada, o que não é fácil de encontrar no mercado de trabalho actual.

Vários países europeus organizaram já concursos de competências, mas este foi o primeiro a nível europeu. O evento foi financiado pela UE, que pretende promover a excelência e aumentar o grau de exigência do ensino e formação profissionais.

Espera-se que a economia da UE venha a criar cerca de 13 milhões de postos de trabalho nos próximos oito anos, de acordo com as últimas previsões. Porém, hoje em dia, mesmo os empregos mais básicos exigem um know-how considerável e as empresas podem ter dificuldades em preencher esses postos. A mão-de-obra está a diminuir e a envelhecer e mesmo nos casos em que há trabalhadores suficientes, nem sempre têm as qualificações adequadas.

Não houve escassez de trabalhadores qualificados no evento em Roterdão. Muitos tinham já participado em concursos semelhantes nos seus países ou no estrangeiro.

Misto de concurso e feira de emprego, o evento constituiu uma oportunidade para estabelecer contacto com potenciais empregadores e tomar conhecimento de escolas profissionais e programas de formação. Os visitantes puderam admirar os concorrentes em acção e até tentar actividades variadas como aprender a dar uma injecção, fazer uma mochila, soldar uma placa com o nome e programar um robô.

Se não pôde participar nesta primeira edição, não se preocupe: os organizadores querem transformar o EuroSkills num evento periódico, a ter lugar de dois em dois anos num país diferente.

Outras iniciativas da UE para promover o ensino profissional incluem uma conferência para aprendizes, a ter lugar em Paris em Outubro. Faz parte de um esforço para criar um programa de intercâmbio europeu para aprendizes.

14º Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia

Setembro 23, 2008

Sorria, o Teatro Cómico Está na Maia

Foi hoje apresentado em conferência de imprensa a 14º Edição do Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia que se vai realizar de 3 a 12 de Outubro no Fórum da Maia.

A organização, a cargo do Pelouro da Cultura da C.M.Maia e da Companhia de Teatro Art´Imagem, apresentou o vasto programa de 10 dias de animação com mais de 25 Companhias de Teatro de países tão diferentes como a Austrália, o Chile, Inglaterra ou Espanha, só para citar alguns exemplos.

Este ano destaca-se a presença de Maria do Céu Guerra e o seu premiado espectáculo “O Pranto de Maria Prada”, um texto de Gil Vicente e novos espectáculos de dois grandes mestres do teatro cómico internacional, a britânica Nola Era, o belga Elliot e a companhia portuguesa do Chapitô. Sem esquecer a presença da prestigiada companhia australiana liderada por Joel Salomé, para o mestre de mímica, o belga Joseph Collard.

O Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia realiza-se de 3 a 12 de Outubro, no Fórum da Maia.

dia europeu das línguas

Setembro 22, 2008

https://i2.wp.com/ec.europa.eu/news/images/culture/080918.jpg

Preocupada com a falta de competências em línguas estrangeiras, a Comissão promove a aprendizagem de línguas em todas as idades.

Já pensou em aprender búlgaro? E porque não maltês ou irlandês? Tratando-se de línguas, não falta escolha na UE: 23 línguas oficiais e mais de 60 outras frequentemente faladas.

Apesar de toda esta diversidade linguística, apenas cerca de metade dos cidadãos da UE consegue manter uma conversa num segundo idioma, o que, na actual economia globalizada, constitui um real problema…

Numa nova comunicação, a Comissão Europeia defende uma abordagem à escala da UE, partindo do princípio que a aprendizagem de línguas é um processo que dura toda a vida e não se limita apenas à escola.

O objectivo é criar oportunidades de os adultos continuarem a aprender línguas, por exemplo no contexto de programas de formação profissional ou contínua. Idealmente, os europeus deveriam falar duas línguas para além da sua língua materna.

O conhecimento de línguas estrangeiras é fundamental numa economia moderna. De acordo com um estudo encomendado pela UE, muitas pequenas e médias empresas estão a perder oportunidades de negócio por causa das barreiras linguísticas. Os responsáveis pelo recrutamento afirmam que estão a ter dificuldades em contratar pessoas para lugares que exigem o conhecimento de línguas estrangeiras.

A procura não se limita ao inglês. Com empresas que fazem negócios um pouco por todo o mundo, é cada vez mais necessário o domínio de outras línguas, incluindo o russo e o alemão (para o leste da Europa), o francês (para África) e o espanhol (para a América Latina), sem esquecer o português (para a África e o Brasil). Na UE, o problema agravou-se com a entrada de 12 novos Estados‑Membros nos últimos anos, que fez passar para mais do dobro o número de línguas oficiais.

Para além de contribuir para a competitividade da UE, a aprendizagem de novas línguas permite aos europeus aproveitar melhor as oportunidades culturais e sociais criadas pela integração europeia.

A 26 de Setembro, a UE celebra o dia europeu das línguas e os Estados‑Membros realizam nessa data diversos eventos que põem em destaque a diversidade linguística enquanto ponte entre as culturas.

Programa de Actividades – de Extensão Cultural

Setembro 22, 2008

MUSEU. HISTÓRIA. ETNOLOGIA DA TERRA DA MAIA

Praça 05 de Outubro, 4475-601 Avioso Santa Maria

Tel. 229 871 144

HORÁRIO : Terça a Sexta-feira 09h30m-12h30m

Sábado e Domingo 14h30m-17h30m

Outubro de 2008 a Janeiro de 2009

EXPOSIÇÃO TEMPORÁRIA

ROSTO DA MAIA NA MÚSICA:

BANDAS DE MÚSICA, UMA ESCOLA PARA A VIDA

Obs.: actividade sujeita a marcação e confirmação

Visita guiada

Público alvo: Comunidade em geral

A actividade consiste numa visita guiada à exposição temporária do Museu, cujos objectivos são: estimular a criatividade; desenvolver capacidades musicais e artísticas; promover a auto-estima; encorajar o espírito de equipa e fomentar o gosto pela música tocada pelas Bandas de Música.

É uma actividade que se pretende sempre interactiva e direccionada, em termos de conteúdo e linguagem, à faixa etária dos utilizadores presentes.

EXPOSIÇÃO PERMANENTE

Arqueologia na Maia: ver, tocar e sentir a história

Obs.: actividade sujeita a marcação e confirmação

Visita guiada

Público alvo: Comunidade em geral

A actividade consiste numa visita guiada à exposição temporária do Museu, cujos objectivos são: estimular a criatividade; desenvolver o gosto pela história, encorajar o espírito de equipa e conhecer a história local.

VAMOS VER, OUVIR E FAZER

AS BANDAS DE MÚSICA E OS INSTRUMENTOS MUSICAIS

Duração: cerca de 60 a 90 minutos

Quarta a sexta – actividade sujeita a marcação e confirmação

Ateliê I

Público alvo: 3 anos

O atelier baseia-se no conto “Os Vizinhos da Casa Azul”, uma história relacionada com o reconhecimento de diversos instrumentos musicais que posteriormente serão identificados e ilustrados para posterior exposição no Museu.

Ateliê II

Público alvo: 4/6 anos

O atelier baseia-se no conto “Os Vizinhos da Casa Azul”, uma história relacionada com o aparecimento de uma banda de música e é seguido da ilustração livre do referido conto para posterior exposição no Museu.

Ateliê III

Público alvo: 7/9 anos

O atelier baseia-se no conto “O Vizinhos da Casa Azul”, com audição e visualização dos instrumentos musicais mencionados, seguindo-se a construção e experimentação de instrumentos musicais mais tradicionais para posterior exposição no Museu.

VAMOS VER, OUVIR E FAZER

CONSTRÓI A TUA BANDA

Duração: cerca de 60 a 90 minutos

Quarta a sexta – actividade sujeita a marcação e confirmação

Ateliê

Público alvo: 10/13 anos

O atelier inicia-se com a visualização de um powerpoint musicado referente à relação existente entre as actividades do dia a dia do homem pré-histórico e o aparecimento dos sons e dos instrumentos musicais. É seguido da construção de instrumentos musicais e experimentação dos mesmos.

OS TONS E OS SONS DA MÚSICA

Duração: cerca de 60 a 90 minutos

Datas: 25 de Outubro | 29 de Novembro | 17 de Janeiro

Horário: 16 horas

Obs.: actividade sujeita a marcação e confirmação

Ateliê

Público alvo: Famílias

O atelier consiste numa representação narrada da História “Os Vizinhos da Casa Azul”, que retracta o aparecimento de uma Banda de Música. Esta representação é levada a efeito pelos elementos das Bandas de Música de Gueifães e de Moreira, que, ao longo da narração, tocam os instrumentos musicais a que se refere o conto e terminam com a realização de uma obra uma obra.

Filme «Trabalho Digno: um mundo melhor começa aqui»

Setembro 18, 2008

https://i1.wp.com/www.ilo.org/public/portugue/region/eurpro/lisbon/images/wcms_093789.jpg

No âmbito da campanha «Trabalho Digno: um mundo melhor começa aqui» a OIT divulga um pequeno filme (3 min), disponível em 25 línguas e que aborda o conceito do trabalho digno no mundo.

Veja AQUI

Substâncias perigosas

Setembro 16, 2008

http://osha.europa.eu/pt/teaser/dangerous_substances_01.07092008/image_mini

As substâncias perigosas, ou seja, quaisquer líquidos, gases ou sólidos que ponham em risco a saúde ou a segurança dos trabalhadores, estão presentes em quase todos os locais de trabalho. Por toda a Europa, milhões de trabalhadores entram em contacto com agentes químicos e biológicos susceptíveis de afectarem a sua saúde.

 Ler a versão integral do relatório

Prevenção de acidentes

Setembro 15, 2008

http://osha.europa.eu/pt/teaser/accident_prevention_01.08092008/image_mini

Os escorregões, tropeções e quedas são a causa mais frequente de acidentes em todos os sectores, desde a indústria transformadora pesada ao trabalho de escritório. Entre os demais perigos, pode referir-se a queda de objectos, as queimaduras térmicas e químicas, incêndios e explosões, substâncias perigosas e stresse. Para prevenir acidentes no local de trabalho, as entidades patronais devem instaurar um sistema de gestão da segurança que inclua a avaliação de riscos e procedimentos de acompanhamento.

Festa de Yôga

Setembro 15, 2008


Festa da Escola de Yôga em Matosinhos.
(Fotos e filme por Daniel e Mónica)

Estatisticas da ACT

Setembro 14, 2008

https://i1.wp.com/www.act.gov.pt/Banners/estat%C3%ADsticas.bmp

ACIDENTES DE TRABALHO MORTAIS

OBJECTO DE INQUÉRITO

(INFORMAÇÃO ACTUALIZADA A 31 DE AGOSTO DE 2008)

Desloque-se sem poluir

Setembro 14, 2008

https://i1.wp.com/bp3.blogger.com/_e2spHugQ2Lc/RuaD2v0V8lI/AAAAAAAAATY/U-_WyoisYF4/s400/dia+sem+carro.jpg

Durante um dia, centenas de cidades encerram ao tráfego algumas das suas artérias mais concorridas para dissuadir os automobilistas de usarem o carro.

O Dia Sem Carros é uma iniciativa que faz parte da campanha organizada pela UE durante uma semana para promover formas de transporte menos poluentes.

A Semana Europeia da Mobilidade, que celebra este ano a sua 7ª edição, obteve, desde o início, um grande sucesso. Este ano, a campanha deverá atrair um número ainda maior de pessoas, devido à subida do preço dos combustíveis e à preocupação crescente com o problema das alterações climáticas. A ideia começa também a encontrar adeptos noutras partes do mundo: o acontecimento conta, este ano, com a participação de Seul, Tóquio e Montreal.

“Ar puro para todos” foi o tema escolhido para a campanha de 2008. Os carros e camiões constituem a principal causa da poluição atmosférica nas zonas urbanas, que representa uma verdadeira ameaça para a saúde. Com efeito, os gases de escape são responsáveis por um grande número de doenças.

De 16 a 22 de Setembro, serão organizados eventos para informar o público sobre os efeitos nocivos dos gases de escape. Muitas cidades aproveitarão a ocasião para inaugurar novos ou melhores serviços de transporte público, zonas pedonais e pistas cicláveis.

A cidade francesa de Marselha vai proceder à monitorização da qualidade do ar nas imediações de uma escola pré-primária e de um centro social situados próximo de uma auto-estrada com muito trânsito. Os resultados das análises das amostras de ar recolhidas ao longo de várias semanas serão divulgados durante a Semana Europeia da Mobilidade.

Outras iniciativas:

§         Zagreb organiza um dia de sensibilização para a ecologia e uma demonstração de instrumentos de medição da qualidade do ar;

§         em Reykjavik, realiza-se uma feira sobre o tema da mobilidade sustentável e da qualidade do ar;

§         em Bruxelas, cada dia da semana será consagrado a um modo de transporte diferente, como a marcha ou a bicicleta.

 

Em muitas cidades, a semana culminará com o dia sem carros, durante o qual as principais artérias serão encerradas ao tráfego motorizado. É uma das raras ocasiões em que peões e ciclistas podem desfrutar à vontade de ruas habitualmente congestionadas.

Em Portugal o dia sem carros ocorrerá no dia 22 de Setembro.

A proibição da circulação automóvel durante um dia permite não só reduzir a poluição atmosférica, mas também tornar as ruas mais seguras para as crianças, facilitar o acesso às zonas urbanas e diminuir as emissões de gases com efeito de estufa.

PELA SUA SAÚDE NÃO SE ESQUEÇA DE ADERIR AO DIA SEM CARROS.

Abrandamento económico mais acentuado do que inicialmente previsto

Setembro 14, 2008

http://www.agenciafinanceira.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/7040241/225x170

Num contexto económico global cada vez mais difícil, as perspectivas de crescimento económico na UE pioram e a inflação continua a não mostrar sinais de recuo.

 

Leia AQUI as previsões da União Europeia.