Archive for Março, 2008

Março 31, 2008
https://i0.wp.com/www.luisrothes.com/banner4.jpg
Anúncios

VERGONHA! VERGONHA! VERGONHA! VERGONHA!

Março 31, 2008

LEVANTEM-SE MILITANTES SOCIALISTAS! FAÇAMOS UMA PROVIDÊNCIA CAUTELAR! AS ELEIÇÕES EM PEDRAS RUBRAS SÃO FRAUDE E ANTIDEMOCRÁTICAS! QUE OS CANDIDATOS ASSUMAM POSIÇÃO DE IMEDIATO, QUEM NÃO ASSUMIR É CONIVENTE! 

JOSÉ MANUEL CORREIA NÃO PODE CONSENTIR ISTO, E FICAR CALADO, NEM TAVARES LEITE, NEM ANDRADE FERREIRA, ASSUMAM PUBLICAMENTE A DISCORDÂNCIA.

VAMOS PARA A PROVIDÊNCIA CAUTELAR!

A fraude é grande, as eleições não são democráticas

Março 31, 2008

As eleições na Maia, e concretamente em Pedras Rubras são uma fraude!

Hoje o último dia para ser convocado para as eleições e apresentar lista até hoje, não recebi.

É vergonhoso para o PS, mas a opinião pública tem de saber: a Secção de Pedras Rubras, é uma fraude, as eleições são uma vergonhosa acção à salazar. 

FRAUDE NAS ELEIÇÕES DO PS DA MAIA

Março 31, 2008

Já começou a fraude! Os cadernos eleitorais ninguém sabe! Os militantes de Pedras Rubras que deveraiam ser convocados com 15 dias de antecedência ainda (hoje) não o foram! A votação será no consultório?

Março 31, 2008

https://i0.wp.com/www.luisrothes.com/banner4.jpg

Uma pergunta para todos os candidatos

Março 31, 2008

O QUE PENSAM FAZER, SENDO AS ELEIÇÕES NA MAIA, JÁ NESTE MOMENTO UM FRAUDE, SE O LOCAL DE VOTAÇÃO DE PEDRAS RUBRAS FOR O CONSULTÓRIO?

RESPONDAM MÁRIO GOUVEIA QUE JÁ DEFENDEU O LOCAL), LUÍS ROTHES E LUÍSA BARRETO (ESTES DOIS, QUE AO QUE SE SABE ESTÃO CONTRA)

Uma pergunta para Mário Gouveia

Março 31, 2008

TENDO VOTADO FAVORÁVELMENTE, ATÉ PORQUE É PRESIDENTE DE JUNTA, O PLANO DE ACTIVIDADES E CONTAS PARA 2008, COMO PROCEDERÁ COM DOCUMENTOS SIMILARES SE FOR ELEITO PRESIDENTE DA COMISSÃO POLÍTICA DO PS DA MAIA?

 

Regresso à escola III

Março 30, 2008

No âmbito da iniciativa «Dia do Projecto Europeu», amanhã mais de cem funcionários europeus eslovenos, incluindo o Comissário esloveno Janez Potočnik, responsável pela ciência e investigação, irão visitar as suas antigas escolas secundárias a fim de falar sobre a sua experiência de trabalho na UE .

Neste regresso à escola, os funcionários eslovenos estarão a seguir as pisadas dos seus colegas alemães e portugueses, que fizeram a mesma coisa no ano passado. O evento foi lançado pela Chanceler alemã Angela Merkel, em Janeiro de 2007, com o objectivo de sensibilizar os jovens para a UE, nomeadamente para os programas europeus que lhes dizem directamente respeito, tal como os programas Leonardo Da Vinci, Erasmus e Juventude e o serviço voluntário europeu.

Os serviços da Comissão responsáveis pela educação e cultura também apresentarão o programa Comenius, um programa de cooperação entre estabelecimentos de ensino, destinado a melhorar a qualidade da educação, reforçar os laços europeus e promover a mobilidade e a aprendizagem de línguas. Espera-se que, pelo menos, três milhões de alunos participem em actividades de educação conjuntas promovidas por este programa até 2013.

 O «Dia do Projecto Europeu», que contou com a participação de 35 000 estudantes na Alemanha e 208 estabelecimentos de ensino em Portugal, irá envolver 79 escolas na Eslovénia. O projecto, que tem sido recebido entusiasticamente, será repetido nos Países Baixos em 14 de Abril.

Para a Comissão Concelhia da Maia, do PS

Março 30, 2008
https://i0.wp.com/www.luisrothes.com/banner4.jpg

Do Ciência Hoje (Matosinhos)

Março 30, 2008

Relatório apela ao aproveitamento da cultura tradicional e ao apoio das populações mais vulneráveis

(Foto IUCN/ Edmund Barrow)
 

As populações indígenas sentem primeiro as alterações climáticas mas têm mais meios de subsistência face aos seus efeitos graças à experiência e cultura tradicionais. A conclusão é de um estudo publicado na semana passada pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). De acordo com os responsáveis, os povos indígenas podem ter um papel fundamental na sobrevivência humana às mudanças do planeta.

“Estas populações vivem literalmente no limiar – são altamente dependentes dos ecossistemas naturais, ocupam terras marginais, estão sobre pressão social e muitas ressentem-se com a falta de representação politica adequada para melhorar a sua situação”, assinala Gonzalo Oviedo, do grupo de Política Social da IUCN e co-autor do estudo. “Estão especialmente vulneráveis às alterações climáticas”.

Trabalho não declarado na União Europeia

Março 29, 2008

A Fundação Europeia para a Melhoria das Condições de Vida e do Trabalho (EUROFOUND) acaba de publicar um relatório sobre o trabalho não declarado na União Europeia.

O documento – “Tackling undeclared work in the European Union” – tem a vantagem de dar uma visão sintética da situação no espaço da União, com particular destaque para as diferentes estratégias implementadas pelos Estados Membros para a prevenção e penalização deste tipo de trabalho, que escapa ao enquadramento legal com graves prejuízos, nomeadamente para a saúde e segurança do trabalhador, bem como para a segurança social e para o fisco.

A ACT, no seu Plano de Acção Inspectiva para 2008/2010, tem prevista uma acção nacional visando a inspecção do trabalho total ou parcialmente não declarado em todos os sectores de actividade.

  Para aceder ao relatório (disponível em inglês),clique aqui.

Não se vão realizar eleições na Secção de Pedras Rubras?

Março 29, 2008

Nesta caminhada antidemocrática, e que já é motivo de chacota por parte dos maiatos, não se sabe ainda se se vão realizar eleições na Secção de Pedras Rubras.

De acordo com o Regulamento Eleitoral a Assembleia Eleitoral deve ser convocada com 15 dias de antecedência, e as listas têm de ser entregues antes 5 dias.

Acontece, porém, que não foi ainda convocada a Assembleia Eleitoral da Secção, que tem de ser pelo correio, e, portanto, a ser convocada os militantes receberão a convocatória no dia 31, último dia para apresentação das listas.

Mais um processo da Secção de Pedras Rubras, à Salazar!!! São capazes de ganhar a 100%.

Não é dizer mal, é denunciar o que se está a passar aqui por Pedras Rubras.

«Não Estou Aí»

Março 29, 2008

imnotthere460.jpg

Dylan: estilhaços de uma vida

Um dos mais fascinantes autores contemporâneos regressa esta semana às salas portuguesas com um dos filmes mais aguardados da temporada: Todd Haynes com «I’m Not There – Não Estou Aí». O realizador arrisca, neste projecto, uma biografia real e ficcional de Bob Dylan, um mítico ícone da cultura americana do século XX. Haynes já andara pelos circuitos de filmes biográficos, quando realizou «Velvet Goldmine», também sobre o panorama musical da segunda metade do século passado. Mas ele é o autor de outros filmes marcantes como «Safe – Seguro» e, sobretudo, «Longe do Paraíso», um filme charneira da sua carreira e da actriz Julianne Moore. «I’m Not There – Não Estou Aí» é uma nova aventura sobre os estilhaços de Dylan e mostra como Haynes está na vanguarda da procura de novas formas de contar histórias através do cinema. O filme teve o Prémio Especial do Júri no Festival de Veneza e Cate Blanchett esteve nomeada para o Óscar de Melhor Actriz Secundária.

A narrativa do filme baseia-se, sobretudo, em histórias reais da biografia de Dylan, mas também em outras histórias ficcionadas, retiradas do grande portefólio de música de Dylan. Dessa forma, Haynes cruza essas histórias usando, para isso, diferentes actores que vão fazendo, sucessivamente, o papel de Dylan. Nesse sentido, não há uma directa relação com o músico, até porque cada personagem tem um nome próprio. Contudo, algumas destas histórias sobrevoam a biografia de Dylan: (1) quando jovem, cantando e viajando pelo país; (2) o relacionamento com uma pintora francesa, de onde nascem dois filhos; (3) e até uma pequena passagem em que é dramatizado um documentário, com velhos amigos falando da personalidade de Dylan. A narrativa não é, de todo, linear e transporta-nos também para outras «épocas», como as sequências protagonizadas por Robert Redford, imaginativas e fantasiadas das músicas do cantor.

Do nosso ponto de vista, reside nesta narrativa fragmentária o desequilíbrio principal do filme. Contudo, este desequilíbrio tem tanto de menos bom como de extraordinário. Se, por um lado, perdemos uma capacidade de reagir a uma narrativa linear (faltam-nos, muitas vezes, muletas para perceber, imediatamente, o que se passa e o que isso tem a ver com Dylan), por outro, ganhamos numa profusão de um imaginário riquíssimo. É talvez nesse sentido que se pode afirmar que com «I’m Not There – Não Estou Aí», Haynes faz um filme sobre Dylan, mas também sobre os fantasmas recentes da vida americana. O filme é, sem qualquer desprimor, um filme profundamente americano. O pano de fundo político – que é uma das questões centrais da vida musical e biográfica de Dylan – é uma constante, como se Dylan se confundisse com a história de América (esse pano de fundo está, curiosamente, presente nas televisões que aparecem um pouco por todo o lado, nos cenários da narrativa).

Chegamos, no fundo, a algo essencial: uma história colectiva que é cantada por um músico, que é capaz de fazer dessa história um monumento do imaginário colectivo. Claro que Haynes torna óbvio todas as contradições desta parceria entre Dylan e a história e a forma como Dylan se relacionou com os seus fãs, entre o amor e o ódio, entre a pertença e a estranheza… Parece, contudo, que «I’m Not There – Não Estou Aí» se torna, algumas vezes, ilegível, face à imersão no imaginário de Dylan, algo que se escapa entre as nossas fracas ligações culturais a esse universo. Mas não há dúvida que Haynes se afirma, com este filme, como um dos cineastas mais fascinantes do panorama actual, precisamente porque remexe no nosso passado colectivo (e vem à memória «Longe do Paraíso») e traz-nos as rugas que essa história delegou no presente.

«I’m Not There – Não Estou Aí» («I’m Not There»). Um filme de Todd Haynes, com Cate Blanchett, Ben Whishaw, Christian Bale e Richard Gere. Estados Unidos, 2007, Cores, 135 min.
Site Oficial: http://www.imnotthere-movie.com/

Onde estão afixados os cadernos eleitorais????

Março 27, 2008

Percorro a  Concelhia da Maia, das instalações da consultório, não consigo entrar porque estão fechadas.

Entretanto já terminaram as datas para verificação dos cadernos eleitorais. E onde esles estão? 

Onde serão as eleições da Secção de Pedras Rubras?

Março 27, 2008

Ao que parece as eleições da Secção de Pedras Rubras, vão realizar-se no consultório!

Ao que chegou um “acto democrático”? 

 

Hoje nos cinemas

Março 27, 2008


Não Estou Aí
(crítica amanhã no Bem Comum)

Olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço…

Março 26, 2008

Os cidadãos europeus estão preocupados com o ambiente, mas a maioria não passa das boas intenções.

Segundo os resultados do mais recente inquérito sobre as atitudes dos europeus em relação ao ambiente, apesar de 96 % da população considerar que é importante salvar o planeta, poucos são os que estão dispostos a tomar medidas concretas e a alterar o seu próprio comportamento.

Embora a maioria de nós reconheça que tem um papel directo a desempenhar na protecção do ambiente,  é raro que nos preocupemos com os nossos hábitos de consumo. É, portanto, pouco provável que passemos a andar menos de automóvel ou a comprar produtos ecológicos não prejudiciais para o ambiente.

As boas intenções são muitas, mas não se traduzem na prática. Parece mesmo que os europeus estão à espera de que sejam os governos a tomar a iniciativa.  Dois terços da população apoia as decisões relativas ao ambiente que estão a ser tomadas conjuntamente a nível pan-europeu e 82% considera necessárias as iniciativas legislativas da UE. A mensagem parece ser clara: os europeus precisam de alguém que os obrigue a ter um comportamento ecológico.

No entanto, não faltam formas de contribuir para a redução da nossa pegada ecológica. Para dar um «empurrãozinho», a UE lançou vários sítios na Internet com dicas sobre como modificar o nosso comportamento no dia-a-dia.

O inquérito também revela que o conhecimento das questões ambientais varia muito de país para país. De forma geral, os habitantes das partes setentrional e ocidental da Europa são os mais bem informados e os do sul e dos novos Estados‑Membros os menos informados.

A cidade croata de Koprivinca ficou para a história ao receber o prémio da semana europeia da mobilidade de 2008. A sua contribuição para a protecção do ambiente inclui a promoção das deslocações a pé e de bicicleta, assim como a reafectação de infra-estruturas rodoviárias a tráfego não motorizado e o aumento da utilização de combustíveis alternativos no transporte público.

Descobri…

Março 26, 2008

Mário Gouveia apesar de ter falado com os militantes (serei eu militante? nunca falou comigo!), apresentou num hotel a sua moção. Pois bem fui descobri-la no seu site, num escuro que nem se dá por ela. Porquê? Porque não quer discutir com os militantes tudo?

Debate! Debate! Debate! Debate!

Março 26, 2008

QUEM TEM MEDO DO DEBATE ABERTO, COM OS TRÊS CANDIDATOS À CONCELHIA DA MAIA DO PS? 

 

 

Candidatura Ganhar o Futuro

Março 26, 2008

Nota à Imprensa

(2008-03-26)

Assunto: Actividades da candidatura

 

A candidatura “Ganhar o Futuro” vai iniciar esta semana um conjunto de visitas a Associações de carácter Social. Estas iniciativas visam aprofundar o conhecimento sobre a realidade social do concelho, bem como do trabalho desenvolvido pelas Associações, tendo como objectivo final a apresentação de propostas concretas para a Área Social.

Esta iniciativa pretende demonstrar, desde já, que a actuação do PS Maia deve pautar-se pelo contacto intenso com a sociedade civil maiata, iniciando, desta forma, os diálogos constantes que o partido promoverá, com o objectivo de responder aos anseios e às necessidades de quem vive e trabalha na Maia.

Este ciclo de actividades tem início na quinta-feira, em Gondim, com a realização da visita ao ATL da Associação de Pais e Encarregados de Educação da EB1/JI de Porto Bom (13h45). No mesmo dia será ainda visitado o Centro Comunitário de Vila Nova da Telha da Santa Casa de Misericórdia da Maia (15h00).

Estão ainda a ser agendadas outras visitas, a incluir neste Ciclo Social, estando, desde já, confirmada para segunda-feira, às 16h00, uma visita à Associação de Solidariedade Social “O Amanhã da Criança”. Oportunamente divulgaremos outras instituições a visitar.

No dia 4 de Abril, realizar-se-á um jantar de encerramento de campanha onde se juntarão os candidatos da lista “Ganhar o Futuro”, militantes e simpatizantes desta candidatura. O local e a hora do mesmo serão divulgados durante a próxima semana.

A candidatura “Ganhar o Futuro”.