Ficar calado é pactuar com o que passa no PS da Maia

by

http://tbn0.google.com/images?q=tbn:kgTQGGM-wQ3jLM:http://cathycreatif.free.fr/modeles/fetes_et_ceremonies/carnaval/carnaval13.gif

A notícia dada pelo BEM COMUM sobre a demissão, quase certa, do líder parlamentar na Assembleia Municipal da Maia, deriva de uma série de reuniões e contra -reuniões efectudas nos últimos dias, eu não fui convocado para nenhuma, em que se coloca uma guerra fraticida no PS da Maia.

Já ninguém tem mão nisto! Calar-me significa pactuar com a profunda crise do PS da Maia, onde já ninguém é líder; até o actual líder do grupo parlamentar é colocado em causa.

Veremos se amanhã na reunião da Assembleia Municipal quantos deputados do PS, vão sair aquando do processo de Pamplona para fazerem chichi.

NÃO HÁ QUEM ACTUE DE IMEDIATA NESTA SITUAÇÃO?

A DENÚNCIA NO BEM COMUM TEM DE SER FEITA!

Anúncios

Uma resposta to “Ficar calado é pactuar com o que passa no PS da Maia”

  1. Pedro Cunha Says:

    O actual lider parlamentar é que se colocou ele mesmo em causa. Fomentou a intriga contra os vereadores, fomentou a intriga contra o Presidente da Junta de Milheirós, fomentou e aproveitou-se da intriga contra Andrade Ferreira.
    Isto é apenas uma manobra de vitimização…a aguardar nova onda propícia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: